Os Fóruns internacionais dos jovens

1366298358995

Junto com a Jornada mundial da juventude nasce o Fórum internacional dos jovens: trata-se de um encontro organizado pelo Pontifício Conselho para os Leigos (hoje Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida), que reúne, por alguns dias, dois jovens delegados de cada Conferência Episcopal, além de outros jovens delegados de alguns grupos, movimentos e associações juvenis católicos, de dimensão internacional. Junto a eles, um grupo de convidados que, em todo o mundo, trabalham no campo da pastoral juvenil, seguem com atenção os trabalhos enquanto “observadores” e oferecem a própria contribuição como “testemunhas” do nosso tempo.

I Fórum internacional dos jovens, Buenos Aires, 1987
Este primeiro encontro tinha como objetivo analisar a realidade juvenil a nível mundial, através do trabalho de cinco grupo e a comunicação das conclusões em uma assembléia geral. A experiência foi positiva, mesmo se pareceu evidente a necessidade de um confronto mais amplo, de uma maior representatividade (eram menos de 40 os países representados) e de mais tempo a disposição: mas a semente tinha sido lançada.

II Fórum internacioanl dos jovens, Santiago de Compostela, 1989
Realizou-se no colégio “La Barcia”, em Santiago de Compostela, de 13 a 15 de agosto: mais de 200 delegados de 55 países do mundo, jovens que vinham de todos os continentes e traziam a dor, a alegria, a esperança, o compromisso de seus países de origem, em um clima de partilha, simplicidade e fraternidade, de realismo e de festa. A atmosfera geral era de uma Igreja seriamente comprometida com a transformação do mundo e a construção da verdadeira civilização do amor. Cada dia de trabalho tinha o seu próprio tema: “Os jovens em busca do sentido e da plenitude da vida”, “Cristo encontra os jovens de hoje” e, por fim, “Anunciar e testemunhar Cristo hoje”.

III Fórum internacional dos jovens, Chestochowa, 1991
“O espírito dos filhos de Deus, espírito de liberdade” é o tema do III Fórum. Aos jovens do Leste, mas também a todos os 250 delegados de 74 distintos países, o cardeal Pironio põe uma questão muito atual: “Perguntemo-nos honestamente: qual é a liberdade que os jovens buscam? Por acaso a encontraram no caminho de sofrimento e de esperança percorrido até aqui? Quais são os valores morais e espirituais que podemos oferecer a estes jovens do nosso Ocidente cristão e oficialmente livre?”.

IV Fórum internacional dos jovens, Denver, 1993
“Um olhar de vida sobre o mundo”, “Escolher Cristo, escolher a vida” e “Juntos pela vida” foram os temas tratados no IV Fórum internacional dos jovens, realizado na Regis University de Denver. O que significa ter “nascido para uma vida nova em Jesus Cristo”? Para os jovens delegados significa “utilizar bem os nossos talentos, ao máximo de nossas capacidades, para poder servir melhor a comunidade humana, com particular atenção aos mais fracos, aos mais pobres e mais vulneráveis entre nós… De uma coisa temos certeza: em Cristo podemos mudar o mundo. Mas antes de mudar o mundo, é necessária a humilde transformação de nossos próprios corações”.

V Fórum internacional dos jovens, Manila, 1995
De 6 a 10 de janeiro o quinto Fórum Internacional da Juventude reuniu-se na Universidade Real e Pontifícia de São Tomás, a mais antiga da Ásia. Desta vez estão representados 105 países, além de numerosas associações e movimentos internacionais. O desafio é grande: a irresistível busca de Deus levou-nos à Ásia, o continente maior e mais povoado, onde porém os cristãos são uma minoria. “Ser missionários no coração da sociedade” significa aqui algo de muito concreto e exigente; significa, por exemplo, dialogar com outras religiões como o budismo, o islamismo, as religiões tradicionais. Mas sobretudo é o compromisso que o Papa confia aos jovens desde então, pondo neles a sua confiança e pedindo um compromisso renovado em levar ao mundo o anúncio de salvação de Jesus.

VI Fórum internacional dos jovens, Pars, 1997
Acontece de 14 a 18 de agosto na École Polytecnique, em Palaiseau, a 20 km de Paris: uma escola militar transformada por alguns dias em escola de paz, de escuta e de confronto entre os povos. Pela primeira vez entre os delegados há representantes das Igrejas ortodoxa e protestantes: o número de Países presentes aumenta para 130. São 40 as associações e movimentos, com um total de mais de 400 partecipantes, sianl de um crescente interesse suscitado pelo Fórum. “Vós sois uma carta de Cristo” é o tema abordado. Como se ressalta na mensagem final: “Entendemos que cada um de nós è uma «carta de Cristo» sem a qual o Senhor não pode escrever a sua mensagem de Amor. Diante dos problemas do nosso tempo desejamos sonhar, segundo o convite do Santo Padre, um Grande Jubileu que abrirá um terceiro milênio cheio de esperança”.

VII Fórum internacional dos jovens, Roma, 2000
«Digo-o a todos: ponhamo-nos nas pegadas de Cristo!»: neste caminho traçado por João Paulo II realiza-se o Fórum do Grande Jubileu, de 12 a 15 de agosto do ano 2000. Ao centro da reflexão a fé: desafio para o terceiro milênio, chave que nos permite de entrar na verdadeira alegria, fonte de vida e de conversão. Na mensagem aos jovens de todo o mundo, os delegados de Roma recordam que “A fé não é expressão da nossa vontade, é um dom de Deus que age em nossas vidas, um dom que cresce se compartilhado… Cristo, que vive em nós, é a força que nos faz capazes de ser testemunhas vivas para os que são afligidos pelos sofrimentos morais da sociedade da qual fazemos parte”. Pela primeira vez, os delegados do Fórum são recebidos também por um Chefe de Estado, o Presidente da República italiana, que encontra no Palácio Quirinale estes representantes dos milhões de jovens de cada País vindos a Roma no ano jubilar.

VIII Fórum internacional dos jovens, Roma, 2004
«Os jovens e a universidade: testemunhar Cristo no ambiente universitário»: este é o tema do VIII Fórum, que se realiza de 31 de março a 4 de abril de 2004 em Rocca di Papa (Roma). Duas importantes novidades caracterizaram este VIII Fórum, que renova a sua fórmula com a escolha de um tema específico, voltado para o aprofundamento de um aspecto concreto da vida dos jovens; além disso o Fórum não se realiza mais no curso da celebração internacional da Jornada mundial da juventude, de modo que o Pontifício Conselho para os Leigos podia acompanhar o evento com maior atenção e envolver os jovens mais engajados no campo da pastoral.

IX Fórum internacional dos jovens, Roma, 2007
«Testemunhar a Cristo no mundo do trabalho» é o tema do IX Fórum, que se realiza de 28 de março a 1º de abril de 2007 em Rocca di Papa (Roma). Quatro dias intensos de testemunhos e debates sobre a relação entre os jovens e o mundo do trabalho, trazendo à luz as rápidas transformações que marcam a era da globalização, as problemáticas e desafios presentes, analizando assim de forma mais específica a dimensão humana do trabalho e o seu significado na vida dos jovens, para enfrentar enfim o tema do anúncio de Cristo e do testemunho evangélico nos lugares de trabalho.

X Fórum internacional dos jovens, Roma, 2010
O X Fórum se realizou em Rocca di Papa (Roma), de 24 a 28 de março de 2010 sobre o tema: «Aprender a amar», um percurso de reflexão sobre o amor humano, declinado em suas diversas dimensões, como vocação, matrimônio, sexualidade, família, vida consagrada e sacerdócio.

Documentação em Italiano                Documentação em Inglês

Documentação em Espanhol              Documentação em Francês