03 de Dezembro de 2017
Testemunho

A graça recebida da JMJ de Cracóvia

A história de Evelyn e Rolando, e de sua pequena Lourdes nascidos graças à intercessão de São João Paulo II

Inúmeros são os frutos que muitos jovens peregrinos dizem que acompanham nas várias edições da Jornada Mundial da Juventude em todo o mundo, mas quando nós conhecemos esta história, nós dissemos por que não pedir Evelyn para escrever para o nosso site? "É claro que eu escrevo", nos respondeu: "As obras do Senhor devem ser proclamadas!"

Evelyn, uma jovem salvadorenha de longo tempo envolvido na pastoral juvenil de seu país, se casou em 2014, mas depois de alguns meses de casamento, afirmando que não conseguia engravidar, decidiu com o marido investigar minuciosamente, para ver se havia graves impedimentos para uma gravidez. Das várias análises, eles foram diagnosticados com infertilidade tal que tornava praticamente impossível. Em 2016, partindo para JMJ da Cracóvia, receberam “a grande benção”, diz Evelyn, “passar os Dias nas Dioceses de Wadowice, a cidade de São João Paulo II”.

Rezando diante da fonte batismal da Igreja, exatamente onde o Santo Papa recebeu o batismo, profundamente emocionados, eles decidiram oferecer tudo o que viveriam na JMJ para pedir a graça da fertilidade. “Cada passo que fizemos, todos os lugares que visitamos foi para pedir ao Santo a sua ajuda”, lembra Evelyn. No dia 1 de novembro, Evelyn soube que estava grávida. "É um milagre!" Eles disseram.

A menina, Lourdes Antonella, tem agora quatro meses de idade.“Quão grande é Deus”, escreve Rolando, “por ter nos doado a pequena, um ano depois de ter orado tanto, exatamente no dia do aniversário do nosso casamento... Obrigado, João Paulo II, pela sua intercessão!”.

Rezando diante da fonte batismal onde o Santo Papa recebeu o batismo