28 de Março de 2018
Leigos

Anna Kolesárová será beata

Para a mulher eslovaca de 16 anos morta em 1944, o Papa Francisco reconheceu a morte “in defensum castitatis”

Anna Kolesárová será beata: o papa Francisco reconheceu oficialmente seu martírio em defesa da castidade do corpo, abrindo assim o caminho para a beatificação da jovem eslovaca da diocese de Košice.

Nascida em 1928, Anna levou uma vida tranquila até que os soldados do Exército Vermelho ocuparam sua aldeia natal, Vysoka nad Uhom, algumas almas na fronteira com a Ucrânia. Deixando o abrigo onde estava com sua família para alimentar um soldado, a jovem repetidamente rejeitou os assaltos destes, preferindo morrer em vez de se entregar a ele. Ela tinha apenas dezesseis anos quando foi morta a tiros em 22 de novembro de 1944, invocando Jesus, Maria e José.

O Papa Francisco confirmou que a jovem católica morreu "in defensum castitatis", para preservar sua virgindade, característica que a une a outros mártires ainda jovens, incluindo Santa Maria Goretti. A cerimônia de beatificação terá lugar este ano, mas em uma data ainda desconhecida, no vilarejo natal da beata.

O processo de beatificação começou em 3 de julho de 2004, depois que a Congregação para as Causas dos Santos nomeou Anna Kolesárová serva de Deus e deu o “nihil obstat” à causa. Em Kosice, em 2005, a investigação diocesana foi aberta sobre sua vida e seu assassinato e terminou em 14 de fevereiro de 2012.