13 de Outubro de 2018
Igrejas locais

Após o referendo sobre o matrimônio, a opinião do bispo grego católico Claudiu Pop

"Além do resultado, devemos refletir sobre o fato de que um aparente fracasso pode ser cheio de esperança”: estas são as palavras do bispo grego católico Claudiu Pop, vigário do cardeal de Blaj, no dia seguinte ao fracasso em alcançar o quórum na Romênia na consulta sobre a família e os “matrimônios” homossexuais. 

“Primeiro vimos como providencial – e nova – a cooperação entre as várias igrejas aqui na Romênia. Nós ficamos juntos por um objetivo comum e que deve nos fazer refletir para o futuro do ecumenismo sobre as possibilidades frente aos desafios comuns, que não se manifesta apenas em tempos como estes, em reuniões internacionais ou para uma foto agradável, mas é um verdadeiro encontro, fraterna e que vai além dos interesses imediatos. Nós mostramos que isso pode ser feito. Espero – continua ele – que os líderes das igrejas ortodoxas, católica latina e greco católica compreendam que, diante dos desafios, devemos superar nossas pequenas desvantagens, até mesmo históricas, reais, porque ir além não é apenas uma possibilidade, mas uma necessidade para todos”.

“Este aparente fracasso do referendo – conclui o bispo – nos ensinou que precisamos falar mais sobre a família: descobrimos um vazio preocupante nos debates, nas entrevistas, nos fiéis, e muitas vezes não sabemos do que estamos falando. O desafio para todas as igrejas é renovar a mensagem cristã e explicar às pessoas a beleza e a verdade sobre o matrimônio”.