27 de Abril de 2018
WMOF

Dublim, comunicar a família através das famílias

A intervenção do primaz da Irlanda Eamon Martim na Pontifícia Universidade de Santa Cruz

“O Encontro Mundial das Famílias tentará comunicar e destilar para nossa época a visão bela e profética do projeto de Deus para o matrimônio e a família” para que “acreditemos que a proclamação da Igreja da família seja uma boa notícia para a sociedade e para o mundo”.

Isto foi dito pelo Arcebispo Armagh Eamon Martin, primaz da Irlanda, que falou há alguns dias na Pontifícia Universidade da Santa Cruz no Seminário sobre os escritórios de comunicação da Igreja sobre “Diálogo, respeito e liberdade de expressão na arena pública”.

“Comunicar a família”, entendida como uma união de amor entre um homem e uma mulher aberta ao dom de filhos que podem nascer desta união, “pode parecer cada vez mais contra cultural em muitas partes do mundo, inclusive na Irlanda”, declarou Martin, acrescentando que “para comunicar esta visão da família, o melhor caminho é através das famílias”, que não sejam somente “objeto do ministério pastoral da Igreja e da evangelização, mas poderosos agentes de evangelização”.