O Dicastério, através da Seção para a família, se dedica ao cuidado pastoral da família, protege a sua dignidade e o bem baseado no sacramento do matrimônio, favorece os direitos e a responsabilidade na Igreja e na sociedade civil, para que a instituição familiar possa cumprir melhor as suas funções, tanto dentro da igreja como no social.

A sua missão é, aliás, a de discernir os sinais dos tempos para valorizar as oportunidades em favor da família, lidar com os desafios com que se defrontam e aplicar o plano de Deus para o casamento e a família. Segue-se também as atividades das instituições, das associações, dos movimentos eclesiais e das organizações católicas, nacionais e internacionais, cuja finalidade é servir o bem da família.

Dentro da pastoral familiar, o Dicastério cuida da compreensão mais aprofundada da doutrina sobre a família e a sua propagação mediante a catequese adequada, incentiva os estudos sobre espiritualidade do matrimônio e da família e o seu aspecto educativo, bem como fornece orientações para programas de formação destinados a casais de noivos e casais jovens, bem como programas que apoiam as famílias na formação dos jovens à fé e a vida eclesial e civil, com especial destaque para os pobres e os marginalizados.

Finalmente, o Dicastério incentiva a abertura das famílias na adoção e na guarda de menores e o cuidado dos idosos, fazendo-se apresentar com as instituições civis para apoiar tais práticas. Para alcançar estes objetivos e para promover um endereço comum nos estudos sobre Matrimônio, Família e Vida, o Dicastério tem um vínculo direto com o Pontifício Instituto João Paulo II de Estudos sobre o Matrimônio e Família, ambos com sede em Roma com seções e centros associados no exterior.