Jovem

O Escritório Jovens do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida – na época conhecida como Seção Jovens do Pontifício Conselho para os Leigos – foi estabelecido em 1986 por João Paulo II para dar visibilidade e concretude à importância que o Papa e toda a Igreja atribui ao mundo juvenil.

Dentro da Igreja universal, o Escritório Jovens divulga as iniciativas do Santo Padre; está ao serviço das conferências episcopais no campo da pastoral juvenil; aborda os movimentos, as associações e as comunidades juvenis internacionais, promovendo a colaboração e reuniões entre as diversas realidades eclesiais; organiza conferências pastorais juvenis a nível internacional e continental.

O elemento central de sua atividade é a preparação das edições internacionais da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que cada dois ou três anos reúnem ao redor do Papa, centenas de milhares de jovens de todo o mundo em diferentes países. A JMJ, criada por João Paulo II em 1985, também prevê a celebração anual nas igrejas locais.

Em nome do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, o Escritório Jovens, finalmente, apoia as atividades do Centro Internacional Juvenil São Lourenço, que é encarregado da missão de acolher e evangelizar jovens que vão para Roma por razões de estudo ou peregrinação.

 

 

 

Noticias

 

 

Livros
O ensaio de Thérése Hargot, observatório laica na afetividade (não completamente) perdida

Na base, uma pergunta. Que fizemos da liberalização sexual conquistada nos anos sessenta? Começa aqui de Thérése Hargot, sexóloga belga 33 anos de idade graduada em Filosofia e especializada em ...

Ontario
Visita ad Limina da Assembleia dos Bispos católicos de Ontário

“ Devemos nos ocupar das famílias reais e não do ideal que temos em mente”. Esta declaração tem sido o centro do debate que teve lugar no Dicastério Pontifício para os Leigos, a Família e a Vida por ...

#Krakow2Panama
Concluido o encontro sobre JMJ organizado em colaboração com o Sínodo dos Bispos

“Uma celebração com um duplo sabor”, aquela ocorrida na Praça de São Pedro em 9 de abril, Domingo de Ramos, quando o papa Francisco abriu a Semana Santa com a Missa da Paixão do Senhor. Um gosto “doce ...