29 de Março de 2018
Igrejas locais

“Amoris Laetitia” torna-se uma cantata

Com as palavras de Davide Rondoni e a música de Federico Mantovani, começa a tradução em “linguagens emocionais” do texto do Papa Francisco

Transformar a exortação pós-sinodal Amoris Laetitia pelo Papa Francisco numa cantata para recitar voz, solos, coro e orquestra: é a proposta patrocinada pela diocese de Cremona (www.diocesidicremona.it) que vai estrear na catedral da cidade lombarda no final de abril. “Letizia d'amore, stelle e precipizio”, este é o título dado a versão cantada da exortação, o resultado do gênio poético de Davide Rondoni unido ao musical de Federico Mantovani.

"Uma ideia extemporânea e intrigante - como acolheu Dom Antonio Napolioni, bispo de Cremona - para apresentar o amor como um grande dom de Deus para a humanidade". Aqui, então, a abordagem musical e poética: "Linguagens emocionais", considera, mas ao mesmo tempo, ferramentas poderosas para "entender que o amor não é perfeccionismo de alguns, mas o trabalho de todos".