19 de Junho de 2020
Laudato si’

Por uma nova antropologia

O papel das famílias e dos jovens na aplicação da encíclica que promove a ecologia integral

Família, vida e jovens são alguns dos temas focais do documento intitulado "A caminho para o cuidado da casa comum - cinco anos da Laudato si", apresentado na Sala de Imprensa e elaborado pela Mesa Interdicasterial da Santa Sé sobre ecologia integral.

O texto interdicasterial, resultado da colaboração de inúmeras realidades da Igreja Católica e da Santa Sé - inclusive nosso Dicastério - "pretende destacar, explica o subsecretário do Dicastério Gabriella Gambino, a chamada de Laudato Si 'a respeitar pela vida de todo homem e por toda fragilidade humana, como requisito para uma ecologia integral autêntica. Laudato Si 'de fato lança as bases para uma antropologia adequada, sem a qual não é possível implementar uma verdadeira eco-logia, ou seja, uma profunda compreensão do significado e das ferramentas que temos disponíveis para proteger nossa casa comum".

Ainda assim, continua Gambino, o Documento "é dirigido a todos e, em particular, aos jovens, fornecendo caminhos educacionais e sugestões práticas e concretas para a implementação de Laudato Si 'em todos os contextos da vida: social, pedagógico, econômico, científico, político, pastoral. e, por último, mas não menos importante, a família, já que todos, adultos e crianças, são chamados a uma conversão ecológica".