01 de Junho de 2018
Dicastério

“Dar o melhor de si”

Apresentado hoje na coletiva de imprensa um documento sobre a perspectiva cristã do esporte e da pessoa humana

O esporte é um ponto de encontro onde pessoas de todos os níveis e condições sociais se reúnem para alcançar um resultado comum. É também um veículo de formação. Talvez hoje, mais do que nunca, devamos fixar o olhar nos jovens, uma vez que o processo de formação começará o quanto antes, mais fácil será o desenvolvimento integral da pessoa através do esporte. Finalmente, gostaria de enfatizar o papel do esporte como um meio de missão e santificação. Dar o melhor de si no esporte também é um apelo para aspirar à santidade”.

Papa Francisco escreve na carta que apresenta o Documento "Dar o melhor de si", na perspectiva cristã do esporte e da pessoa humana, que o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida apresentou hoje em uma coletiva na sala de imprensa da Santa Sé.

Dar o melhor de si” – disse em seu discurso o prefeito Kevin Farrell referindo-se ao título do Documento - é uma expressão que atrai os dois mundos que são lembrados nessas páginas. Por um lado, o esforço, o sacrifício no mundo do esporte, que é uma constante para alcançar o sucesso ou simplesmente para atingir o objetivo. Mas também na área da fé, somos chamados a dar o nosso melhor para chegar à santidade que, como o Papa destacou em sua última exortação apostólica, é um chamado universal, dirigido a todos e, portanto, também aos esportistas”.

O Documento, em cinco capítulos e atualmente disponível em italiano, inglês e espanhol, não tem - explicam os promotores - "a ambição de compreender todos os aspectos da atividade variegada dos esportes, mas quer oferecer uma perspectiva cristã do esporte, voltando-se para aqueles que o praticam, para aqueles que o assistem como espectador, para aqueles que o vivenciam como técnico, árbitro, treinador, famílias, padres e as paróquias".