30 de Setembro de 2018
Jovens

Centro São Lourenço: reabertura da missa e atividades extraordinárias durante o Sínodo dos Bispos

“O Centro São Lourenço é um lugar privilegiado para iniciativas juvenis. Queremos começar grupos de oração, vigílias, atividades, mas também estamos abertos a outras iniciativas juvenis. Convidamos os jovens do mundo a considerar este centro como seu lar” - diz o padre Cristiano Pinheiro C. Bede, assistente internacional da Comunidade Católica Shalom, encarregado da coordenação do Centro.

A missa para a reabertura do centro será celebrada por Card. Kevin Farrell em 1 de outubro, memorial litúrgico de Santa Teresa de Lisieux, às 19h00. Neste dia, iniciar-se-ão as iniciativas extraordinárias por ocasião do próximo Sínodo dos Bispos sobre “Juventude, Fé e Discernimento Vocacional”. Durante todo o mês de outubro, a Igreja de São Lourenço em Piscibus estará aberta das 9:00 às 17:30 para a adoração eucarística, seguida às 18:00 pela Santa Missa. Várias iniciativas estão planejadas nos finais de semana.

No dia 13 de outubro haverá uma vigília sobre o diálogo sinodal: louvor, adoração e diálogo “sem filtros” entre os jovens e os bispos “De: ci sono al: perché ci sonoNo dia 20 de outubro iremos à Basílica de Santa Maria Maggiore para uma vigília com os jovens. No dia 27 de outubro outra vigília sinodal no centro sobre “Tudo e logo”, este é o convite de Cristiano Pinheiro.

Durante o mês de outubro, o Centro também poderá acolher outras iniciativas de jovens que estão em Roma por ocasião do Sínodo dos Bispos.

O Centro Juvenil Internacional São Lourenço foi inaugurado em 13 de março de 1983 na Via Pfeiffer 24, perto da Praça São Pedro. Inspirado por São João Paulo II, que o chamou de “um viveiro de formação de verdadeiros jovens cristãos”, o Centro tornou-se uma casa para muitos jovens que vieram a Roma de diferentes países e continentes. Nascido no ano do extraordinário Jubileu da Redenção, tornou-se um símbolo da atenção do Santo Padre aos jovens e custódia da Cruz do Jubileu, oferecida pelo Papa aos jovens em 1984 e ainda considerada o principal símbolo das Jornadas Mundiais da Juventude. Nos últimos trinta anos, a Comunidade Internacional de Emanuel serviu ao Centro, animando e promovendo diversas atividades. Esta missão é confiada agora à Comunidade Shalom.