24 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

Furlong (diocese de Elphin), “para a Missa com crianças, nos preparamos primeiro em casa”

“A beleza da liturgia e a celebração familiar da liturgia consistem no fato de que é algo que todos podemos fazer juntos, cercados por outras famílias, todos no mesmo barco”. No painel que o Congresso Pastoral dedica à relação entre liturgia e família, no contexto do Encontro Mundial que se encerra domingo em Dublin, Colette Furlong, da diocese irlandesa de Elphin, relata a experiência vivida em uma paróquia onde é oferecida uma liturgia da Palavra para crianças. No entanto, ele lembra, enquanto os pequenos estavam felizes, os pais “lamentavam a própria separação dos filhos” em uma das poucas coisas que eles poderiam fazer juntos: unir a família na Missa. “Todas as Missas são Missas de família – cada fiel, cada membro da comunidade de fé, do menor ao mais velho cidadão, tem lugar no Sacrifício da Missa”, observa Furlong, porém, os desafios que os pais enfrentam para “conter” as crianças pequenas na missa podem ser difíceis. O que fazer? “Como família – ele responde – devemos nos preparar” por exemplo “lendo pelo menos o Evangelho antecipadamente. Isso nos ajudará a nos concentrar na mensagem da Palavra e a nos concentrarmos durante o Sacrifício da Missa. Então, enquanto nos preparamos para transmitir normas sociais, vamos fazer o mesmo com a missa, preparando-nos como família em casa”.