10 de Fevereiro de 2018
Dicastério

A marca de Aparecida

No Osservatore Romano a entrevista com o secretário padre Alexandre Awi Mello: “Poucas vezes na história da Igreja, os jovens estiveram tanto no centro das preocupações, das reflexões e da ação eclesial”

A próxima edição da JMJ será "sob a marca de Maria". Dela, devemos continuar a aprender a ser uma Igreja mãe, que confia nas potencialidades dos seus filhos, os acompanha, os educa e promove seu protagonismo".

O padre Alexandre Awi Mello está convencido disso: desde junho passado, ele é o Secretário do Dicastério: há um ano após do evento no Panamá, ele faz um balanço em uma entrevista que deu há alguns dias ao Osservatore Romano.