23 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

O’Brien (Focolares), “nós, avós, podemos transmitir a fé aos netos, mesmo que seus pais não os ensinem”

“Os pais de nossos quatro netos optaram por não educar seus filhos sobre a fé. Respeitamos suas decisões enquanto tentamos descobrir novas formas, oferecidas com criatividade, diversão e amor”. Declara O'Brien, delegado do Movimento dos Focolares, nesta manhã com sua esposa Sarah no painel dedicado ao papel dos avós na transmissão da fé, no contexto do Encontro Mundial das Famílias, em andamento em Dublin. Os cônjuges irlandeses indicaram três destes acordos. “Um é passar tempo com nossos netos. Nossos quatro netos vivem no exterior e o tempo que passamos com eles é ainda mais importante”. No tempo que passamos juntos, os cônjuges informam que “eles são amados e nos sentimos amados por eles”. “O mandamento de Jesus é ‘amem uns aos outros como eu os amei’ e por isso tentamos amar nossos netos com paciência, ternura, bondade, misericórdia e perdão”. Sarah então indicou “outra maneira pela qual podemos transmitir nossa fé”, isto é, “compartilhar coisas importantes com nossos netos”. “Devemos tentar ter a coragem de afirmar o que é verdadeiramente valioso para nossos netos. E eles podem conversar conosco se os ouvirmos”. “Finalmente, a terceira via, indicada por Declan, a oração” Não estamos em posição de orar com nossos netos, mas é claro que podemos orar por eles. Vivemos com eles o silêncio de estar na igreja. Eles percebem que vamos à missa e ocasionalmente pedimos para vir à missa conosco". “Num certo sentido – concluiu Sarah –, a única bíblia que eles podem ler somos nós”.