06 de Setembro de 2018
O Osservatore Romano

Scaraffia, “uma grande novidade na vida da Igreja”

A edição especial de Mulheres-Igreja-Mundo dedicado aos 50 anos de Humanae Vitae

É dedicada ao 50º aniversário da Encíclica Humanae Vitae a edição de setembro de “Donne Chiesa Mondo”, a revista mensal do Osservatore Romano.

Pela primeira vez, Lucetta Scaraffia sublinha no editorial de abertura, “um documento da Igreja é aceito de maneira diferente pelas mulheres do que pelos homens” e, a sta diferença, “acrescentamos a diferença entre o Ocidente e o terceiro mundo”. De fato, “enquanto os países avançados estão obcecados com a ‘bomba demográfica’ e as mulheres estão começando a vislumbrar sua libertação na pílula, no sul do mundo o controle demográfico é apresentado no traço não muito liberal das esterilizações forçadas”.

A encíclica Humanae Vitae marcou uma grande novidade na vida da Igreja: é a primeira vez que um documento papal tem sido seguido e comentado pela imprensa mundial com tanta atenção e espírito crítico – até mesmo antecipações e previsões dos meses anteriores – e é a primeira vez que o papa é objeto de vinhetas humorísticas e sobretudo que o mundo católico está dividido publicamente, inclusive o clero, na recepção do documento. Mas também é a primeira vez que alguma voz feminina é levantada para comentar a encíclica de forma diferente dos homens”, escreve a historiadora.