24 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

Socias (Federação para o desenvolvimento da família), “famílias fortes para prevenir e lidar com a violência doméstica”

“Tendo em conta a vasta experiência da nossa Federação em lidar com as famílias em todo o mundo, vemos todos os dias que a família é onde a grande maioria das pessoas aprende habilidades fundamentais para a vida e, portanto, é o melhor ambiente para evitar violência, especialmente em casa”. Isto foi afirmado por Ignacio Socias, diretor-geral da Federação Internacional para o Desenvolvimento da Família (IFFD), intervindo nesta manhã no painel sobre violência doméstica, como parte do Encontro Mundial das Famílias, em curso em Dublin. Socias recordou “os níveis de disfunção familiares violentas relatados por agências globais” para afirmar “a necessidade de abordar as famílias e comunidades como um todo para restaurar os laços seguros, as relações funcionais e a resiliência da família e da comunidade”. Um compromisso desenvolvido pela federação “através de programas de formação e apoio familiar, como melhorar as habilidades de novos pais, programas escolares e as campanhas de conscientização da comunidade”. Socias advertiu: “Uma comunidade que tolera comportamento violento e vingativo não pode ser considerada saudável. Tampouco pode esperar que seus filhos rejeitem a violência como uma abordagem aceitável para a resolução de conflitos”. Indicando “a primeira maneira de romper o silêncio, prevenir e encontrar soluções”, Socias reiterou a necessidade de “criar um ambiente favorável para fortalecer e apoiar todas as famílias” porque “é somente quando os laços familiares reais são desnaturalizados e substituídos por outros laços que a violência encontra seu lugar”. O primeiro passo indicado é “a grande facilidade de comunicar a intimidade com o mundo exterior”, o que pode ser uma ocasião em casos de bullying ou outros abusos para “facilitar a ruptura do silêncio”.