17 de Outubro de 2019
Jovens

O testemunho de generosidade

Uma missa no Centro San Lorenzo celebrou a Fundação João Paulo II em nome da continuidade

A habitual missa de sábado à noite no Centro Internacional da Juventude de San Lorenzo, em 28 de setembro passado, foi uma oportunidade para um momento muito especial: obrigado pelo trabalho de Marcello Bedeschi e sua equipe por quase trinta anos de serviço como  presidente da Fundação João Paulo II para a Juventude e o lançamento do trabalho do novo Conselho de Administração e da nova presidente, Carmen Aparicio Valls.

Na homilia da Missa, o secretário do nosso Dicastério, pe.  Alexandre Awi Mello falou longamente sobre o tema da generosidade, com o qual, segundo ele, "Marcello e seus colaboradores lideraram a Fundação desde o início, há 30 anos, a pedido de São João Paulo II.  Por meio de seu serviço na JMJ - continuou ele -, você lidou especialmente com os jovens 'Lázaro', que precisavam de um 'Pai Abraão' que os recebesse 'em seu seio' e os ajudasse a descobrir a alegria de se sentir amado e acolhido  no coração de Deus, a alegria de antecipar a vida eterna à sua promessa”.  A mesma generosidade, continuou ele, "caracteriza o compromisso assumido pelo novo Conselho, que dá continuidade a este precioso serviço aos jovens de todo o mundo".

O objetivo da Fundação é promover a evangelização dos jovens e apoiar a pastoral  da juventude em todo o mundo, colaborando com o Escritório da Juventude do nosso Dicastério, em particular para a realização das Jornadas Mundiais da Juventude: desde 1991 a Fundação, fundada pelo Papa  João Paulo II, como "Fundação Giovanza Chiesa Speranza", realizou essa tarefa, sobretudo através do comprometimento e generosidade altruísta de Marcello Bedeschi e daqueles que trabalharam com ele, como Pe.  João Chagas,responsável do Escritório da Juventude, em um breve mas intenso momento de agradecimento.

Agora será a vez da nova diretoria assumir o bastão e continuar esse importante serviço no mesmo espírito.