03 de Abril de 2019
Jovens

Rumo a atualização do Sínodo sobre a Juventude: a exortação "Christus vivit" e o Fórum Internacional da Juventude

A exortação apostólica Christus vivit, publicada em 2 de abril, convida-nos a refletir, com o Santo Padre, sobre o papel de cada jovem na Igreja e na sociedade de hoje e também sobre a vocação à santidade de cada um deles

O documento Christus vivit é mais um gesto de amor do Santo Padre Francisco pelos jovens, o gesto de um Papa que se deixa inspirar pelas novas gerações, reconhecendo nelas a ação do Espírito Santo que faz sonhar os idosos e dá a juventude uma visão (cfr. Joel 3, 1). “A Igreja, através do sucessor de Pedro, grita que os jovens são importantes, são os protagonistas necessários da mudança e, portanto, chamados para a missão!”, afirma o padre João Chagas, chefe do Gabinete da Juventude do Departamento para os Leigos, Família e Vida, sobre o novo documento do Papa Francisco, publicado em 2 de abril e inspirado, entre outras coisas, pelas vozes dos jovens que emergiram durante o processo sinodal do ano passado. Como o Santo Padre aponta, na introdução do documento, “é um marco no contexto de um caminho sinodal. Ao mesmo tempo, dirijo-me a todo o povo de Deus, aos pastores e aos fiéis, porque a reflexão sobre os jovens e para os jovens desafia e estimula todos nós”.

A exortação apostólica Christus vivit será também um ponto de referência para o próximo Fórum Internacional da Juventude, que se realizará em Sassone di Ciampino, de 19 a 22 de junho. A reunião, que terá como título “Jovens em ação, em uma Igreja sinodal”, reunirá os jovens representantes das conferências episcopais, das associações e movimentos eclesiais de todo o mundo e alguns jovens ouvintes do Sínodo do ano passado. Respondendo ao convite do Santo Padre para promover o espírito de sinodalidade na Igreja, os jovens participantes (com menos de 30 anos) trabalharão para compartilhar estes primeiros meses de recepção do documento final do Sínodo, a exortação apostólica recém-publicada e as boas práticas e os possíveis futuros passos para implementar o Sínodo sobre a Juventude na vida quotidiana das Igrejas locais no que se refere a pastoral da juventude. Este encontro retomará e relançará a tradição dos Fóruns Internacionais da Juventude, nascidos em torno das Jornadas Mundiais da Juventude nos anos 80.