09 de Dezembro de 2020
Família

Sacramento em missão

A intervenção da Subsecretária Gambino no Encontro Nacional da Pastoral da Família no México
CEM_dimensionfamilia2020.jpg

“Os acontecimentos da pandemia nos pedem para parar, mas podemos ler com segurança neste revés uma oportunidade de [...] compreender como ser uma Igreja que procura caminhar com as famílias, em vez de continuar a olhar de fora como um espectador”.

“É tempo de escutar, de compreender quais são as necessidades reais, aquelas que partem da realidade familiar, não de princípios abstratos, tendo em Cristo o nosso pão, o verdadeiro alimento com que alimentar as famílias e aprender a observá-las como testemunhas de sua beleza natural: a de serem ícones do amor de Deus”. 

Estas são as palavras que proferiu a subsecretária do nosso Dicastério, Gabriella Gambino, durante uma videoconferência no encontro nacional dos agentes de pastoral familiar promovido pela Conferência Episcopal Mexicana há poucos dias.

A seguir, sublinhou a importância de “ativar uma sinergia de dons, projetos, vocações que envolvam as famílias, que se possam tornar um presente, ajudando-se mutuamente: famílias próximas das outras famílias, partilhando os seus desafios, problemas, oportunidades e alegrias". Mas sabendo que “também precisamos de bispos e padres que tenham o desejo e a coragem de 'alimentar' as famílias. Que saibam ouvir, perguntar, dedicar-se às relações humanas e de amizade. Como Jesus fez”. A família - concluiu - deve tornar-se sujeito ativo e responsável da pastoral de maneira orgânica e sistemática, “sacramento em missão”.