15 de Março de 2017
Audiência

O Papa as "Famílias Novas" "continuem assim"

Entre as saudações finais na audiência geral desta quarta-feira, 15 de março na Praça de São Pedro, o Papa Francisco manifestou palavras de encorajamento as “Famílias Novas” do Movimento dos Focolares, que nos últimos dias, apenas passado o nono aniversário da morte da fundadora Chiara Lubich (14 de Março), estiveram reunidos em Loppiano por ocasião do 50º aniversário do nascimento do movimento no movimento. “Tenho o prazer de acolher os participantes da Conferência organizada pelo Movimento dos Focolares, por ocasião do quinquagésimo aniversário de fundação – disse o Santo Padre – e os exorto a testemunhar a beleza das famílias novas, guiadas pela paz e pelo amor de Cristo. Continuem assim!”.

Em 11 e 12 de Março, de fato, as famílias do movimento reuniram-se na cidadela da província de Florença para um encontro com o tema “Família: Recurso criativo para o tecido social de todos os povos” Uma ocasião para recordar Chiara Lubich e para compartilhar com milhares de pessoas de todas as gerações – cristãs, mas também muçulmanas, budistas e hindus – a contribuição da família com o bem da humanidade.

Em um artigo publicado no “Osservatore Romano” de hoje, Maria Voce, presidente do Movimento dos Focolares, escreve que “apenas as famílias, ainda que frágeis e imperfeitas que são em sua condição humana, mas renovadas por dentro… poderão oferecer ao mundo aquela luz e aquele amor que cura, de tal forma que a sociedade dispõe nela de um modelo no qual se espelhar”.

A iniciativa que leva a família para ajudar e servir ao outro é "uma maneira de derrotar o "fechamento" e promover uma sociedade responsável e construtiva", diz Maria Voce. “Valores como a comunhão, a solidariedade, o espírito de sacrifício, a reciprocidade, ‘normais’, por assim dizer na convivência familiar, na maioria dos casos poderá ser uma notícia devastadora para as esclerosadas estruturas institucionais e ponto de referência para uma nova ordem social”.