07 de Abril de 2017
#Krakow2Panama

A beleza salvará o mundo

“A beleza salvará o mundo” pode parecer um slogan de moda ou um programa muito amplo e abstrato: é antes uma expressão muito concreta ao padre jesuíta Jean-Paul Hernandez, suíço de origem espanhola, capelão da Universidade La Sapienza em Roma e fundador do grupo “Pedras Vivas” que tem como objetivo de anunciar o Evangelho através da arte. Sua tarefa, no encontro organizado pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida em colaboração com o Sínodo dos Bispos e que reúne em Roma esses dias, delegados jovens e agentes da pastoral de jovens de mais de 100 países e 44 grupos, movimentos e associações católicas internacionais, presentes para ilustrar a segunda parte do documento preparatório para o Sínodo dedicado aos Jovens, intitulado “Fé, discernimento, Vocação”.
Ocorrido isso por dizer em detalhe a pintura famosa por Caravaggio “A vocação de S. Mateus” conservado em Roma, na Igreja de S. Luís da França e fazendo o desfrutar aos jovens a narrativa conhecida e teológica do pintor que, ao narrar o processo que do chamado leva a escolha e a conversão, e que não esquece nenhum detalhe.

Os relatórios dos grupos de trabalho têm ecoado em sua exposição: o discernimento é como uma aventura, não sabemos onde ele vai levar, mas sabemos que é Deus que nos chama e que é importante que coloque-se a caminho; são fundamentais o diálogo e a escuta dos jovens, mas também encontrar a linguagem certa para falar com eles, assim como Jesus fazia; finalmente, são importantes a dimensão comunitária e o dar espaço para os jovens para que se sintam em casa e na Igreja.

Na sessão da tarde começou com uma palestra de Pe. Fabio Attard, Conselheiro Geral para a Pastoral da Juventude da Congregação Salesiana, que apresentou a terceira e última parte do documento preparatório do Sínodo dedicada a ação pastoral que poderia ser facilmente reduzido a uma leitura puramente operacional, e, no entanto, foi visto numa perspectiva profética: não se trata de fazer as coisas, mas de propor processos dinâmicos. A síntese de Pe. Attard foi fortemente centrada na primeira Exortação Apostólica do Papa Francisco a Evangelii Gaudium. Caminhar com os jovens, disse Attard, requer empatia e espírito de comunhão: se trata de um processo, na verdade, não há uma meta definida no início, não se sabe se ou quando chegar, sabe-se apenas de estar a caminho e que este caminho requer coragem, também a coragem para mudar. Citando papa Bento XV: “Deus deseja a vossa amizade. E, uma vez que você entra em amizade com Deus, tudo em sua vida começa a mudar”.

De acordo com Pe. Attard a Evangelii Gaudium é “pão para o caminho dos agentes pastorais”. 

 

#Krakow2Panama Let's listen to young people

Un post condiviso da Laity, Family and Life (@laityfamilylife) in data:

Esta parte do documento também foi discutida em profundidade no trabalho de grupo pelos delegados em seus relatos contavam experiências, apresentaram reflexões e avançadas propostas de trabalho.

À noite, os jovens delegados de todo o mundo foram transferidos para o Auditorium Parco della Musica, onde assistiram a um concerto do grupo Gen Verde e Gen Rosso, um verdadeiro descarregar de música e energia para enfrentar o último dia de trabalho, dedicado a preparação para a Jornada Mundial da juventude no Panamá em 2019. 

From Krakow to Panama 3