12 de Abril de 2017
#Krakow2Panama

A cruz da JMJ passa dos jovens polacos aos panamenses

Concluido o encontro sobre JMJ organizado em colaboração com o Sínodo dos Bispos

“Uma celebração com um duplo sabor”, aquela ocorrida na Praça de São Pedro em 9 de abril, Domingo de Ramos, quando o papa Francisco abriu a Semana Santa com a Missa da Paixão do Senhor. Um gosto “doce e amargo” juntos, uma celebração “alegre e dolorosa” porque nós faz reviver a festa improvisada pelos discípulos de Jesus, que o aclamam na entrada de Jerusalém como rei, ao mesmo tempo no caminho doloroso da sua paixão e morte.

Uma doce e amarga, uma alegria e uma dor bem presentes na Praça de São Pedro, onde haviam muitos jovens presentes, junto a todos os delegados do encontro “De Cracóvia ao Panamá. O Sínodo a caminho com os jovens”, que terminou com esta celebração. Um evento para o qual já se pode fazer um positivo pelo como se desenvolveu, pelos jovens envolvidos, pela colaboração com a Secretaria do Sínodo dos Bispos pela ressonância na mídia. Domingo de manhã a hashtag #Krakow2Panama, lançada pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida pelo encontro, alcançou, na Polônia, o 6º lugar entre os mais utilizados.

 

#krakow2panama #m0040 #pjlatinoamericana #pjAndina #PJNEcuador #synodo saludos

Un post condiviso da Marco Muñoz (@marco0040) in data:

A nota doce e alegre da celebração na Praça de São Pedro foi dada apenas para ver que há jovens que seguem Jesus, e que se comprometam a seguir o seu exemplo. A amargura e a dor da história da Paixão do Senhor, no entanto, foi feita ainda mais vívida no Angelus, quando o Papa Francisco rezou, não só para as vítimas do recente bombardeamento ocorrido em Estocolmo, também pelos massacres no Egito acontecidos naquelas horas.

Mas o caminho dos jovens prossegue, com os olhos da Igreja sobre eles e seu ouvido que quer estar atentos à sua voz, neste tempo de preparação na Assembleia do Sínodo dos Bispos de 2018 com o tema “Juventude, fé e discernimento vocacional”, um evento que definirá o tom para toda a preparação da próxima Jornada. Após a missa, a cruz da JMJ, peregrina entre os continentes com a imagem de Maria Salus Populi Romani, foi confiada pelos jovens de Cracóvia aos do Panamá, ao cantar do coro proclamando: “Nossa glória é a cruz de Cristo, nela a vitória!”. No segundo semestre deste ano, começará sua viagem entre os jovens da América Central.