11 de Janeiro de 2018
Documentos

“Mulheres e trabalho”, o gênero feminino para o bem-estar das famílias e da sociedade

Os tópicos discutidos no volume editado pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida e publicados pela Libreria Editrice Vaticana, intitulado “Mulheres e trabalho” são tópicos muito atuais. Sim, porque, como o cardeal Farrell escreve em sua apresentação, “as atividades que as mulheres realizam são delimitadas por sua natureza; tornam possível o encontro entre o mundo do trabalho e o mundo dos cuidados da família e da vida, um mundo em que as mulheres sempre foram e ainda são protagonistas”. A Santa Sé segue com especial atenção o que acontece no universo feminino, e sempre promoveu reflexões e iniciativas para aprofundar as questões da dignidade e da vocação das mulheres. O livro nasceu após uma das últimas atividades do Pontifício Conselho para os Leigos, o seminário de estudo organizado sobre o tema do acesso das mulheres ao mundo do trabalho e as implicações que este fenômeno significou, ao longo do século passado e em particular nas últimas décadas, para a vida da sociedade em geral, mas também para a vida privada das famílias. “Temas centrais para o bem-estar de nossas sociedades”, podemos ler novamente na apresentação do Prefeito Cardeal. Um bem-estar também destacado no prefácio pelo Presidente do então Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanisaw Rylko, que escreve sobre a necessidade de “um duplo reconhecimento do papel que as mulheres desempenham na vida pública, para construção de estruturas mais ricas na humanidade e na vida familiar, pelo bem-estar da própria família e pela educação dos filhos”. Seu papel dentro da família é imprescindível, mas é igualmente verdade que não se pode mais pensar em poder fazer algo sem a presença e contribuição delas em todas as esferas sociais e trabalhistas.

O livro contém intervenções de mulheres e homens, especialistas e testemunhas dos diferentes continentes que, a partir da história e da geografia da presença feminina no mundo do trabalho, ilustram a necessidade de clareza de sua identidade para assumir papéis bem definidos, enfrentam dificuldades e as oportunidades das mulheres no mundo do trabalho, a harmonização necessária para alcançar a relação entre o trabalho e os compromissos familiares e contam a riqueza de humanidade num mundo onde a presença de mulheres é um contributo indispensável.

 

Mulheres e trabalho”, Seminário de estudo, Libreria Editrice Vaticana, 2017, pp. 224.