22 de Agosto de 2018
Nasce a REDIUF, uma rede de colaboração acadêmica entre os institutos universitários da família

Com uma jornada de estudo no contexto do Congresso Teológico Pastoral do WMOF em Dublin, os institutos universitários fundaram uma rede internacional

Como de costume em todo o Encontro Mundial das Famílias, também no contexto do Congresso Teológico Pastoral em Dublin, realizou-se um dia de estudo sobre os institutos universitários para o matrimônio e a família.

Este ano participaram cerca de 20 institutos, com contribuições que incorporam a recepção acadêmica e interdisciplinar da Exortação Apostólica pós-sinodal Amoris Laetitia, mas é uma edição histórica porque foi assinada a Carta da Fundação REDIUF (Rede Internacional Dos Institutos Universitários para a Família). A REDIUF é uma rede cristã internacional de institutos universitários cujo objeto de estudo é a família, e é estruturada como uma rede de redes, com a possibilidade de associar instituições que compartilham sua identidade e os objetivos de forma independente. O espírito da rede nascente é estudar a família e todas as relações familiares, de forma interdisciplinar e com método científico, à luz da antropologia cristã, em harmonia com o Magistério da Igreja Católica e com uma visão holística, para contribuir para o bem das pessoas e o correto desenvolvimento de seu compromisso social, à luz do fato de que o bem-estar da sociedade depende do bem-estar das famílias. A rede pretende, portanto, estabelecer um diálogo permanente com a cultura e a sociedade com base nos valores que a inspiram. Seus principais objetivos são: 1) integrar as iniciativas e ações dos colegas universitários que o compõem; 2) realização de pesquisas multidisciplinares e multicêntricas; 3) compartilhar o ensino acadêmico e intercâmbio de alunos e professores; 4) organizar dias de estudo para compartilhar resultados de pesquisas ou informações sobre tópicos de particular relevância; 5) divulgar os resultados das jornadas de estudo e de pesquisa; 6) estimular a criação dos Institutos universitários para a família em todos os continentes e 7) ajudar a entender a complexidade do matrimônio e das realidades familiares nas sociedades contemporâneas.