24 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

Cônjuges Conroy, “resistir à tentação de se refugiar em nossas casas, para levar o testemunho cristão”

“No clima atual em que as pessoas de fé são toleradas apenas enquanto for um pequeno assunto privado, que é limitado atrás das portas fechadas de nossas casas e igrejas, a tentação de se retirar da sociedade é enorme. Uma tentação a que somos chamados a resistir”. Isto foi dito por Breda e Brendan Conroy, um casal irlandês, que trouxe o seu testemunho esta manhã ao painel sobre como fortalecer o casamento e a família hoje, como parte do Encontro Mundial das Famílias, que acontece em Dublin. O casal irlandês recordou um dos principais compromissos dos casais cristãos: “Começar a construir uma cultura para levar os outros conosco às celebrações, especialmente aqueles que abandonaram o hábito”.Um compromisso para ser cultivado fora de seus lares, de acordo com o casal irlandês, à luz do ensinamento do Papa Francisco. “Jesus nos pediu para ir ensinar todas as nações e, como o papa costuma dizer, devemos levar a boa nova de nossos lares e de nossas Igrejas. Nós somos um povo da ressurreição e o tempo de nos aconchegarmos em quartos escondidos ou de nos encontrar secretamente à noite acabou”. Uma condição básica para isso, na opinião deles, é que “nossas casas se tornem pequenas escolas do Evangelho: escolas abertas do Evangelho. Onde a primeira e mais importante lição que ensinamos a nossos filhos, e nos lembramos constantemente uns dos outros, é que a atenção a Deus é nossa principal tarefa na Terra”.