23 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

Cônjuges Huss, “o perdão para salvar o nosso matrimônio”

“O perdão foi um passo importante, mas me senti vulnerável e não sabia como perdoar. Um guia facilitou e ajudou-me a conhecer juntos o processo de perdão”. Assim, Torbjorn Huss e sua esposa Sallyann contaram como lidaram com as crises e as feridas no matrimônio esta tarde, participando do Encontro Mundial das Famílias, em andamento em Dublin. Ao apresentar o perdão como “um profundo ato de amor que começa com uma decisão”, os cônjuges reconstituíram sua experiência, de se apaixonar na crise vivenciada no sétimo ano do casamento. “Sallyann me apresentou a fé católica, que foi uma mudança da sociedade secular na qual eu cresci – lembrou Torbjorn -. Após sete anos de casamento, a vida gradualmente se aproximava de nós e nossos planos para a vida não estavam funcionando. Ainda não tínhamos filhos e isso me impressionou muito, me senti deprimido e estava procurando um sentido”. Depois, a participação no Congresso Eucarístico internacional, que aconteceu em Dublin em 2012, e o encontro com Retrouvaille, uma organização que apoia casais em dificuldade. “Eles nos deram esperança e pudemos nos identificar diretamente com seus sinceros testemunhos. Nós percebemos imediatamente que nós deveríamos participar do programa, era algo diferente – disseram os cônjuges Huss -. Aprendemos a conhecer efetivamente a comunicação e a escuta, incluindo nós mesmos e o nosso cônjuge, as influências da família de origem, o perdão e a resolução de conflitos”.