16 de Maio de 2019
Santidade leiga

“A vida ordinária é o lugar concreto para encontrar o Senhor”

Linda Ghisoni, subsecretária do Dicastério, fala sobre as duas novas beatas e incentiva as mulheres leigas de hoje a dedicarem-se com amor ao que lhes é confiado

No mês mariano por excelência, a Igreja propõe como exemplo duas novas beatas, duas mulheres, duas leigas.

No sábado, 4 de maio, foi proclamada beata, na Cidade do México Concepción (Conchita) Cabrera de Armida. Uma vida extraordinariamente frutífera. Esposa, mãe de nove filhos, fundadora de associações leigas e religiosas, as "Obras da Cruz", mística e com uma missão especial para a santificação dos sacerdotes.

“Conchita – explica Linda Ghisoni, subsecretária do Dicastério - ela não escapou dos compromissos comuns de esposa e mãe e mostrou-nos como, precisamente neles, ela viveu o lugar teológico de seu encontro com o Senhor, impregnando de amor fecundo as atividades cotidianas e levando-as a um ambiente de santidade”.

A figura de Guadalupe Ortiz de Landázuri, que será beatificada em 18 de maio em Madri, tem um perfil diferente. Professora de química, ela trabalhou no México para divulgar a mensagem do Opus Dei. Viveu entre Roma e Madri e foi uma das primeiras mulheres a fazer parte da Obra e colaboradora próxima de São Josemaria Escrivá.

“Guadalupe – explica Linda Ghisoni - ela viveu sua secularidade cultivando os talentos que recebeu em um nível intelectual e relacional, dedicando-se à profissão e à sua vida ordinária amando Jesus Cristo acima de todas as coisas em sua vida”.

“Em Conchita e Guadalupe não nos é dado um modelo inatingível de duas beatas, cuja efígie seria admirada por suas proezas ou por ser incluída em um nicho. Suas vidas são um estímulo, especialmente para as mulheres leigas de hoje, a se dedicarem amorosamente ao que lhes é confiado na família, no trabalho profissional, conscientes da vida cotidiana, mesmo com todos os problemas e dificuldades - dos quais nem Conchita e Guadalupe foram poupadas - não é um obstáculo, mas um lugar concreto para encontrar o Senhor e viver o amor cristão que transforma e torna o mundo belo”.