05 de Novembro de 2020
Christus Vivit

Os desafios pastorais de Christus Vivit

Encontro das Equipes Nacionais de Pastoral Juvenil da região Latino-americana do Cone Sul
Segretario_Pastoralegiovanile_ConoSud_xweb.jpg

O Sínodo da Juventude de 2018 está em plena fase de realização e cabe aos jovens levantar ideias e projetos para que possam ser implementados pelas Conferências Episcopais, Movimentos e Associações, Paróquias, especialmente hoje, em tempos de pandemia.

Foi o que expressou o Secretário do Dicastério para os Leigos, Família e Vida, pe. Alexandre Awi Mello, na apresentação intitulada: “Os desafios pastorais do Christus Vivit” que realizou no passado dia 31 de outubro por ocasião do Encontro das Equipes Nacionais de Pastoral Juvenil da Região Latino-americana do Cone Sul. Todos os líderes da pastoral juvenil da região participaram.

As implicações ou desafios pastorais da exortação pós-sinodal Christus vivit são muitas e o Secretário do Dicastério procurou resumi-las em seis áreas: acompanhamento pastoral; pastoral do encontro vivo com Cristo e com a Igreja jovem; cuidado pastoral da liderança juvenil; pastoral juvenil em chave vocacional; pastoral atenta ao diálogo intergeracional; pastoral para a santidade dos jovens.

As equipas de pastoral juvenil são chamadas a responder a estes desafios, a fim de que o que o Sínodo solicitou seja posto em prática e saia da esfera das "boas intenções" para se tornar realidade concreta de missão e evangelização.