25 de Novembro de 2021
Deficiência

"Fico contente que o Papa tenha escrito que eu sou importante para a Igreja"

Foi apresentado hoje na Sala de Imprensa a mensagem do Santo Padre por ocasião do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência
PresentazioneMessaggioPersoneconDisabilita_3.jpeg

 

Foi apresentado hoje, 25 de novembre de 2021, na Sala de Imprensa da Santa Sé, a Mensagem do Papa Francisco por ocasião do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 3 de dezembro. Foi também uma ocasião para falar da decisão do Dicastério de iniciar uma reflexão e uma ação pastoral nessa área. O Secretário do Dicastério, Pe. Alexandre Awi, ressaltou, na sua alocução, que “para nós, a pastoral das pessoas com deficiência representa um tema novo, no qual decidimos engajar-nos e investir muita energia.” O secretário explicou que se trata de um engajamento que diz respeito às três principais competências do Dicastério, porque “as pessoas com deficiência, em virtude do Batismo, são leigas, participando da mesma vocação de todos os cristãos; a própria presença deles interroga a pastoral da família, e estão no centro da preocupação da Igreja na defesa de toda a vida”.

Depois dele, Vittorio Scelzo, encarregado desse setor, explicou que a amizade com Jesus, que o Papa indica às pessoas com deficiência como caminho a percorrer, é um “caminho simples, acessível a todos, mas nem um pouco ingênua. É uma forma alegre e afetuosa de ser cristão. Se a Igreja for capaz de acolher os seus filhos e filhas com deficiência, será mais bela”.

Concluiu a apresentação Antonietta Pantone, da associação Fede e Luce, que partindo da sua experiência, afirmou: “É reconfortante saber que o Papa reconhece que, para nós, pessoas com deficiência, e para as nossas famílias, as coisas não são fáceis. Mas fico contente que o Papa tenha escrito que eu sou importante para a Igreja, que precisa de mim. É claro que, dada a minha situação, necessito de muitas coisas, mas também eu tenho o meu papel como discípula de Jesus.”