10 de Setembro de 2021
Esporte

"Tout est lié": esporte e ecologia para um encontro dom Deus

Responsável do Setor Igreja e Esporte do Dicastério à "Tout est lié", a revista online da CEF, por ocasião do Tempo da Criação 2021
almost there-IMGP0789.JPG

A edição de agosto da revista Tout est lié, da Conferência Episcopal Francesa (CEF) publicou uma entrevista com Santiago Pérez de Camino, responsável pelo Setor Igreja e Esporte do Dicastério. Na entrevista, Pérez de Camino abordou a relação estreita que há entre o esporte, a natureza e a Criação, e o quanto o esporte contribui não só para o equilíbrio físico e mental dos que o praticam, mas também do ambiente que os circunda. Além disso, o esporte apresenta-se como uma ferramenta única para transmitir a fé e os valores cristãos, em ocasiões em que a beleza do ambiente ao nosso redor nos convida a um encontro com Deus.

“O Papa Francisco na sua Laudato si’ defende que a ecologia não é uma questão exclusivamente ambiental relacionada à preservação da Criação, mas é essencialmente uma questão antropológica e cultural. Neste sentido, a prática esportiva está enraizada nessa ecologia integral como elemento que dá equilíbrio a toda a criação. Nos primórdios do esporte, este fazia a diferença entre o tempo de trabalho e de lazer, e era visto como um meio para educar as novas gerações. Na situação atual de pandemia, a necessidade de recuperar o tempo livre torna-se evidente. Hoje, deparamo-nos com um choque de espaços e tempos na vida, por conta de uma “con-fusão” do trabalho com o tempo livre. O esporte pode contribuir a pôr ordem nessa mistura, ajudando a criar espaços de recuperação, ricos em proximidade física, socialização, diversão, ‘improdutividade’, gratuidade e sentido. Estamos vivendo uma crise profunda no mundo do esporte. Mais do que nunca, é preciso valorizar o esporte como instrumento para recuperar o sentido de celebração que tem o repouso, o tempo livre, o prazer (no sentido etimológico de diversão) e do jogo. Tudo isto não diminui em nada o aspecto ambiental e o valor que têm a natureza e a criação na prática de alguns esportes, seja a nível amador quanto profissional, mas o verdadeiro desafio para enraizar o esporte numa ecologia integral encontra-se mesmo nisso.”

Para ler a entrevista completa em espanhol ou em francês, clique nos links abaixo.