06 de Setembro de 2017
Movimentos - Comunidade

Trinta e cinco anos de evangelização aos jovens

Papa Francisco se reúne com três mil, entre jovens e velhos da Comunidade Católica Shalom, no aniversário da fundação

Chamado ao narcisismo, sair de si mesmo, entregar-se e dialogar com a geração de idosos que sabem transmitir a sabedoria da vida. Este é o mandato desafiador que o papa Francisco entregou aos jovens da Comunidade Católica Shalom, na audiência concedida na segunda-feira, 4 de setembro por ocasião do trigésimo aniversário da fundação.

Respondendo as perguntas de Juan, chileno, de Justine, francês e de Mateus, brasileiro, o Papa os exortou os jovens a "sair e compartilhando com os outros ... e para falar aos outros que Deus é bom, que Deus o está esperando mesmo nos piores momentos da vida".

Para escapar dos tentáculos do narcisismo e das drogas, Francisco convidou os presentes a não se olhar no espelho, "porque o espelho engana", mas para ter os pés no chão e a enraizar-se na realidade. "Estejam cientes da verdadeira radicalidade em seu coração, Sejam conscientes das suas raízes, sejam conscientes do seu amor, estejam conscientes dos seus projetos, estejam cientes da capacidade criativa que vocês tem, estejam cientes de serem poetas neste universo para criar coisas novas e lindas?". Para os anciãos da comunidade, a tarefa de "Passar a tocha, a herança, o carisma".

A Comunidade Católica Shalom nasceu em Fortaleza, no Brasil, quando Moysés de Azevedo respondeu ao chamado a evangelização dos jovens, abrindo um local onde os jovens se reuniam livremente não apenas comer um sanduíche ou uma pizza, mas também para conversar e procurar conselhos, ajuda. Dessa experiência as primeiras reuniões de oração, as primeiras missões aos jovens, e todas as outras iniciativas que fizeram crescer a comunidade. Desenvolveram-se em vários países do mundo, em 2007 foi reconhecido pelo Pontifício Conselho para os Leigos como Associação Internacional dos fiéis.

Atualmente, a Comunidade celebra em Roma um Congresso com cerca de três mil jovens, com uma peregrinação obrigatória a algumas basílicas romanas e em Assis.

À tarde de terça-feira, 5 de setembro, o Cardeal Kevin Farrell, Prefeito do Dicasterio, celebrou a Missa para os participantes do Congresso no Auditório da Conciliação. Ele também quis exortar aos jovens a receberem a palavra de autoridade de Jesus, diferente de todos os outros, e não ter medo de sigui-lo: "Não tenha medo tomar a direção correta, seguindo o Senhor! " "Muitos desses evangelizadores do futuro - disse o cardeal - talvez estejam presentes hoje, aqui nesta celebração Eucarística".

O Congresso, com horários de oração, formação, cultura e arte, continua até sábado 9, quando Moysés realizará as conclusões e dará o mandato missionário aos jovens evangelizadores de jovens.