24 de Agosto de 2018
Encontro Mundial das Famílias

Mons. Simón Vázquez (Santa Sé), “papel importante e necessário” de associações

“As associações de família desempenham hoje um papel importante e necessário na promoção do Evangelho da família, e isso por pelo menos duas razões: a primeira diz respeito ao atual contexto sociocultural; a segunda diz respeito à consciência mais realista do ser e da missão da família após a exortação ‘Amoris Laetitia’”. Assim, Mons. Carlos Simón Vázquez, delegado do prefeito de nosso Dicastério, falando no Encontro Mundial das Famílias que acontece em Dublin. “Direito, economia, política, basicamente, consideram o indivíduo e não a família como um assunto”, ele observou: “O associacionismo familiar busca principalmente a ajuda mútua entre as famílias para o desenvolvimento humano e espiritual de seus membros”, mas “há uma segunda dimensão que é complementar à anterior e que também é urgente hoje”, a de “promover iniciativas sociais nos diferentes campos de atenção e defesa da família: educação, mídia social, direitos e políticas familiares, famílias numerosas, etc”. Portanto, “as associações familiares são famílias que se unem a outras famílias para produzir um sistema de ações a serviço da sociedade e da Igreja”. Para Mons. Vázquez, “o associacionismo não tem outra função senão facilitar essa gramática intrínseca da família” e a sua ação “tende a permitir que a família atue como uma rede que transforma o estilo familiar em tudo o que o rodeia. tornará a sociedade mais justa, pacífica, solidária e subsidiária”. “O associacionismo promove a vocação e a missão da família para que ela possa incarnar mais e se tornar mais responsável e ativa na Nova Evangelização todos os dias”, concluiu