21 de Junho de 2019
#YouthForum19

Dos sonhos às decisões

Igreja em saída, para uma pastoral juvenil sinodal, popular e missionária

A emoção ficou evidente na voz do padre Alexandre Awi Mello enquanto ele fechava os trabalhos deste XI Fórum Internacional da Juventude dedicado ao Sínodo e à Exortação Apostólica Christus Vivit. “Seus pais ficariam orgulhosos de vocês se o vissem aqui”, disse ele, e nesse desejo há o desejo de que todas as pessoas do mundo possam ver e compartilhar a fraternidade, a força, a alegria deste encontro.

O longo dia começou com as reflexões do Pe. Rossano Sala, secretário especial do Sínodo, que traçou o caminho “Dos sonhos às decisões”. A grande questão não é: “Quem sou eu?” Mas: “Para quem sou eu? Quem eu deveria fazer feliz para ser feliz?” Porque eu sou eu mesmo quando saio de mim e dou o melhor de mim mesmo.

O mesmo Pe. Alexandre Awi Mello, secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, abordou o tema “Rumo a uma pastoral da juventude sinodal, popular e missionária”; “Temos a imagem da comunhão como uma vitamina, onde tudo é misturado de uma só vez: não, ao contrário, é uma salada de frutas onde cada fruta mantém seu sabor e se harmoniza com as demais”, explicou. Para uma pastoral eficaz, é necessário manter a tensão entre o Espírito e a Igreja, valorizar a diversidade na comunhão. Como o Papa Francisco diz no Christus vivit, então, “é muito importante dar espaço a uma ‘pastoral juvenil popular’, que tem outro estilo, outros tempos, outro ritmo, outra metodologia”. Finalmente, a pastoral deve ser missionária, de saída, em locais da vida e onde estão os mais necessitados.

Os trabalhos em grupo foram muito frutuosos, do qual tomamos um único ponto, mas significativa da riqueza das reflexões: “Queremos uma Igreja que seja como uma tenda, que é a casa daqueles que não ficam parados, é leve, aberta a todos, se reúne em unidade a família, é sinal da aliança com Deus que vem morar entre nós”.

Muito importante, nas conclusões do Pe. Alexandre e Pe. João Chagas, responsável do departamento da Juventude do Dicastério, o anúncio de que o Dicastério, seguindo as indicações do Sínodo dos Bispos, estabelecerá uma Consulta juvenil, para fazer crescer a escuta recíproca e corresponsabilidade dos jovens na Igreja.

No dia dedicado a São Luís, padroeiro dos jovens, celebrou a Santa Missa Exma. Revma. Dom Fabio Fabene, subsecretário do Sínodo dos Bispos, que convidou os jovens delegados a serem "semeadores de uma nova humanidade, mais fraterna, seguindo o exemplo de São Luís, que encontrou alegria na comunidade fraterna.

Indescritível a explosão de alegria da festa de encerramento, esperando, amanhã, por uma alegria ainda maior: o encontro com o Papa Francisco.