09 de Junho de 2020
Vida

Sacralidade para defender

Meditação do prefeito Farrell na vigília pela convivência pacífica nos Estados Unidos da América

“Nossa nação, desde a sua criação, tem sido multicultural, multiétnica, multireligiosa. Os fundamentos sobre os quais foi fundada foram a igualdade de todos os homens, os direitos inalienáveis ​​à vida e a liberdade concedidos a todos os homens pelo Criador, tolerância, coexistência pacífica, oportunidades iguais de prosperidade e bem-estar para todos. Esses ideais estão inscritos no DNA dos Estados Unidos da América e fazem parte de seus documentos fundadores". Assim, o prefeito Kevin Farrell se manifestou há alguns dias na basílica romana de Santa Maria em Trastevere, em sua meditação durante a vigília de oração promovida pela Comunidade de Santo Egídio pela "coexistência pacífica" nos EUA, no dia seguinte ao assassinato de George Floyd.

O prefeito recordou as palavras proferidas pelo Papa Francisco na audiência de 3 de junho: "Não podemos tolerar ou fechar os olhos a qualquer tipo de racismo ou exclusão e fingir defender a santidade de toda vida humana. Ao mesmo tempo, devemos reconhecer que 'a violência das últimas noites é autodestrutiva e prejudicial. Nada se ganha com a violência e muito se perde ”. Finalmente, o cardeal Farrell invocou o Senhor para "olhar para todas as vítimas inocentes que morreram de injustiça e discriminação racial e seu sangue derramado, ajudando nossa amada nação a construir uma sociedade verdadeiramente pacífica e fraterna".